Em meio à pandemia de COVID-19, políticos brigam por cargos no DETRAN/RJ

Ainda que cargos em comissão sejam de exoneração, na linguagem jurídica, ad nutum, que pode se dar pela vontade do gestor competente para editar o ato, a forma como vem sendo feito no DETRAN/RJ revelam como tem sido a gestão do órgão.

Em meio a pressão política no governo, os Presidentes e demais ocupantes de cargos em comissão são substituídos a todo momento, haja visto que em aproximadamente em 15 meses 4 (quatro) Presidentes já foram substituídos, ou seja, há uma troca aproximadamente a cada 4 meses.

As Intervenções políticas, na gestão do órgão vêm provocando um entrave nas atividades do órgão limitando o seu desenvolvimento.

A medida mais uma vez gerou apreensão entre servidores do Detran, que reclamam de interferências política, na medida que atrapalham a continuidade do trabalho.