FOSPERJ faz live em defesa do serviço público em tempos de Covid-19

06/04/2020


Na tarde desta segunda-feira (06/04), o Fórum Permanente de Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (FOSPERJ) realizou uma live em suas redes sociais sobre o tema “Defesa do serviço público em tempos de Covid-19”. O evento online teve participação dos especialistas Paulo Lindesay, diretor da ASSIBGE SN e Coordenador do Núcleo da Auditoria Cidadã da Dívida Pública RJ, e da professora Dra. Maria Inês Souza Bravo da UERJ, integrante do Fórum de Saúde do Rio e da Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde. A live foi iniciada com apresentação dos participantes e uma explanação sobre como o serviço público é fundamental numa sociedade com tanta desigualdade social.
 
Durante o debate, Paulo Lindesay alertou que a sociedade está sendo pautada pela grande mídia e pelo capital financeiro e chamou atenção para o projeto neoliberal que já está sendo implantado há anos no Brasil. Também criticou o Governo pela demora das medidas econômicas tão urgentes aos cidadãos em meio a pandemia do novo Coronavírus e alertou sobre os juros da Dívida Pública.
 
“Existe um acúmulo de mais de 30 anos da Dívida Pública e a solução é deixar de pagar esses juros”, falou Lindesay. O diretor expôs, ainda, outro problema sério que compromete o funcionamento do serviço público, a EC 95. “Essa emenda congela investimentos sociais por 20 anos e ataca a saúde, a educação, a previdência”, alertou.
 
Em contribuição ao debate, Maria Inês falou sobre o enfraquecimento do SUS no curso das privatizações, do déficit do quadro de funcionários no setor e sobre a necessidade de medidas urgentes para que o sistema funcione como está previsto na Constituição de 1988. Segundo ela, são quase 10 mil trabalhadores a menos na saúde. “Nesse momento de crise precisamos de contratações rápidas”, afirmou.
 
A professora também chamou atenção para uma Reforma Sanitária brasileira. “A saúde deve ser vista como melhoria de vida e de trabalho e não apenas como ausência de doença”, argumentou. Maria Inês também reforçou os prejuízos causados pela EC 95. “Já foram retirados 24 bilhões em dois anos da saúde”, disse.
 
A live inaugura uma série de outras edições que trará especialistas para discutirem o serviço público e a conjuntura política e terá sempre em debate temas de interesse da defesa do funcionalismo.
 
Mediaram o debate os membros do FOSPERJ, Flávio Sueth Nunes, presidente da Associação dos Servidores do MPRJ (ASSEMPERJ), e Gustavo Lopes, presidente da Associação dos Docentes do Ensino Superior da FAETEC (ADESFAETEC),  Seção Sindical do ANDES Sindicato Nacional. 
 
Assista na íntegra no Facebook do FOSPERJ: https://bit.ly/39OGUVF

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Importância da Estabilidade do Servidor Público

30/06/2017

1/10
Please reload

Posts Recentes