Sob novo comando, Controladoria do Estado põe freio no Teste de Integridade

12/02/2020

Controlador que assumiu recentemente o cargo adota tom cauteloso e já não sabe mais se o projeto de lei será enviado à Alerj neste semestre

 

A mudança no comando da Controladoria Geral do Estado também vai refletir nas prioridades do órgão. Antes, o então controlador Bernardo Barbosa tinha como prioridade a criação do 'Teste de Integridade' dos servidores ativos. Agora, o novo controlador-geral, Hormindo Bicudo Neto, não descarta a medida, mas tem uma postura mais cautelosa.

Antes, a previsão era de que o projeto de lei chegasse à Alerj neste primeiro semestre. Agora, segundo Neto, ainda é preciso amadurecer o tema: "Não se pode dizer que irá neste primeiro semestre. Tem que ser pensado. Tem que ter bom senso e maturidade".

O controlador defende ainda um projeto educativo antes de se adotar o teste: "Primeiro, temos que ir para as etapas de capacitação e educação. Não temos prioridade de sair caçando as bruxas".

Segundo ele, a CGE "não é uma secretaria de perseguição, mas de controle": "Então, tenho que ter a cabeça no lugar e bom senso".

 

Segundo ele, o Teste de Integridade é a última faceta do Projeto de Integridade, e, antes de ser apresentado, tem que passar por um estudo criterioso antes. Neto afirmou ainda que "90% dos servidores são honestos"

 

Sobre o Teste de Integridade ele também falou que “tem que ter o discernimento, tem que ser uma coisa justa.” Perguntado sobre o envio do projeto à Alerj, ele disse: “Não se pode dizer que irá neste primeiro semestre. Tem que ser pensado, tem que ter bom senso e maturidade". 

 

(Fonte: Jornal O Dia - 12 de fevereiro de 2020)

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Importância da Estabilidade do Servidor Público

30/06/2017

1/10
Please reload

Posts Recentes